JOGOGOLO NO FC PORTO PLANETA PORTUGAL

Quarta-feira, 4 de Junho de 2008

Liga dos Campeões... Participação I

Não é nada que não se estivesse já à espera neste primeiro momento...

Nunca se esqueçam que esta decisão é unicamente para aferir critérios/licenciamentos para a Liga dos Campeões. Os argumentos expostos nesta fase por parte do FC Porto, não pesaram em nada na decisão da UEFA, uma vez que jurídicamente os envolvidos nesta decisão nada percebem...

 

Segundo José Manuel Meirim, professor de direito desportivo:

"Sendo directo, do ponto de vista jurídico, entendo que é uma decisão ilegal, porque viola as próprias normas regulamentares da UEFA. O efeito retroactivo que é dado à situação concreta vai para além do sentido da norma." Continua dizendo:  "há uma apreciação errada do regulamento da UEFA", por "conceder efeitos retroactivos a um facto que é bem anterior à norma em vigor, que é só de 2007". Se o FC Porto for exluído, também outras equipas Italianas também o seriam. José Meirim diz que: "Esse argumento é válido, porque se se aplica a norma em questão relativamente a factos que ocorreram em 2003/04, não se entende porque não se aplica a casos que até ocorreram depois, após o 'calciocaos'".

 

Artur Jorge, Treinador de Futebol afirmou que:

"As pessoas que estiveram por detrás destas coisas todas devem estar agora muito contentes", acrescentando: "Este processo é claro, só não vê quem não quiser".  
"Acredito que na posse de todos os dados o FC Porto possa rebater o
castigo nas instâncias devidas" e que "o processo ainda está longe de estar encerrado ou perto do fim".  

 

William Gaillard, revela no sítio da Internet da BBC que a decisão foi tomada «porque um tribunal português condenou o FC Porto e o seu presidente».

Este elemento lembra que «o presidente recorreu contra a decisão, mas o clube não o fez e por isso é uma sentença válida e, ao abrigo dos nossos estatutos, sentimo-nos obrigados a bani-los da Liga dos Campeões da próxima época», relata.
 

O grande problema nesta situação é que existe a presunção de inocência por parte de Pinto da Costa ao ter efectuado o recurso... Mas, os mais optimistas (adeptos de alguns clubes) podem dizer que o FC Porto não recorreu... é verdade, mas também é verdade que só foi condenado devido a uma suposta atitude do Presidente e que é esta atitude que condiciona a perda dos pontos...

A palavra de "...sentimo-nos obrigados..." é que faz toda a diferença, uma vez que sentir é uma coisa e condenar é outra...

COMO DISSE NO INÍCIO ESTES SENHORES SÓ APLICARAM A BASE MORAL... JURIDICAMENTE É MAIS COMPLICADO, NÃO EXISTE SENTIR, MAS SIM FACTOS CONCRETOS...

VAMOS VER...

 

 

publicado por Victor Fernandes às 19:00
link do post | comentar | favorito

NA HORA... FC PORTO PLANETA PORTUGAL

Posts recentes

Olhododragão esmiúça a ág...

A Máfia do Apito...

TETRA...TETRA...TETRA CAM...

"IMPRENSA DE COR..."

TALISMÃ NO ALGARVE...COIN...

A Caminho dos Oitavos...

A Saga Continua...

LEIXÕES DEU (1.º lugar) L...

Conseguirá Jesualdo virar...

A Liderança isolada 35 di...

Péle e Ventura convocados

Lucilio Batista em Alvala...

Merece nova oportubidade?

A chuva de Londres e a ch...

Dualidades dos Senhores d...

visitante n.º

Oil Rig Injury Lawyer
Obrigado(a) pela visita

Arquivos

Outubro 2009

Setembro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Geoglobe