Terça-feira, 30 de Setembro de 2008

A chuva de Londres e a chama do Dragão...

Dia cinzento no dia do grande jogo Europeu, não é nada que os Ingleses não estejam habituados.

 

Todas as previsões apontam para uma chuva miudinha, que foi a responsável pela tradicional “gabardine” tão famosa em Londres.
Já qualquer portista que se preze tem que se passear pela capital Inglesa com o cachecol e a camisola do Tricampeão Português.
Não se estranha, pois então a chama que o Dragão vai soltar em Londres com o objectivo de aquecer as hostes e ao mesmo tempo afagar o frio suportável por aquelas bandas. A previsão para a hora do jogo é de cerca oito graus.
Já longe destas aventuras e com concentração máxima está em estágio a equipa que vai aquecer Londres, nomeadamente no Emirates Stadium. Esta forma de aquecer especial visa acabar com a tradição que diz que o FC Porto tem dificuldades em sair com resultados positivos da ilha. Um dos últimos resultados positivos originou a conquista da Champions League, quando o FC Porto foi empatar no último minuto em Manchester.
Vamos sentir o pulsar diabólico de Londres, pois hoje é dia de UEFA CHAMPION LEAGUE. A chuva será um prenúncio para que a festa seja quente e que arrefeça os ânimos.
tags: ,
publicado por Victor Fernandes às 19:53
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 25 de Setembro de 2008

Dualidades dos Senhores do Apito…

 

Com o arranque da nova época para 2008/2009 e com apenas dois jogos oficiais no Dragão, o FC Porto teve diante do Belenenses uma vitória fácil. Com o Fenerbahçe, estranhamente ouviram-se assobios, quando a equipa vencia dois a um, volto a dizer VENCIA, acabando o resultado final em 3-1 a nosso favor.
Em duas ocasiões fomos jogar fora do Dragão, curiosamente um deles a casa de um rival (SL Benfica) e outro a Vila do Conde (Rio Ave). Dois empates se registaram, no primeiro ficaram por assinalar dois cartões vermelhos (Luisão e Nuno Gomes) e no segundo todos viram o escândalo do Sr. Proença ao não assinalar uma grande penalidade aos 80 minutos.
Tudo muda. A verdade é que o Luisão seria expulso logo aos 5 minutos de jogo, ficando a equipa reduzida a dez. Se aos 60 minutos Katso foi expulso e a equipa ficou “esfrangalhada” imagine-se o que aconteceria se Luisão fosse correctamente expulso aos 5 minutos. A expulsão do Nuno Gomes nem vou comentar. No caso de Vila do Conde, a verdade é que estaria a ganhar.
A dualidade de critérios tem sido evidente em relação aos nossos adversários mais directos. No Benfica – Porto perdoadas duas expulsões ao Benfica (Luisão e Nuno Gomes), no Braga – Sporting uma grande penalidade perdoada ao Sporting, seria o empate do Braga. No Sporting – Belenenses, um golo em fora-de-jogo escandaloso, no Paços de Ferreira – Benfica faltou coragem para expulsar Maxi Pereira aos 28 minutos com cartão vermelho directo e depois Nuno Gomes numa agressão (pontapé) a um jogador do Paços. Novamente Nuno Gomes que em dois jogos teria duas expulsões
A habilidade dos Senhores do Apito, no caso de Maxi e Nuno Gomes, interrompeu o jogo, deu o amarelo e assim, desta forma evitou os respectivos sumaríssimos.
Fique de seguida com uma ideia clara quanto aos senhores do apito só à 3.ª Jornada:
Árbitro do Rio Ave – FC Porto – Pedro Proença da AF Lisboa (provavelmente arrependeu-se do lance do FC Porto – Sporting da época passada – Lei da compensação)
“Pedro Proença é associado benfiquista e até accionista confesso…!”
Retirado de http://planetfootball10.blogspot.com
Árbitro do Braga – Sporting – Bruno Paixão da AF de Setúbal (Então quem foi o arbitro que o ano passado anulou um golo limpo do Braga em Alvalade?)
Árbitro do Paços de Ferreira – Benfica – Bruno Paixão da AF Setúbal e curiosamente nomeado para a festa do Eusébio Cup (Taça Eusébio 1.ª edição)
CURIOSIDADES NÃO?
publicado por Victor Fernandes às 19:00
link do post | comentar | favorito

Assobios a Pinto da Costa...

 

Pinto da Costa não merece os assobios que lhe são destinados, pois nunca em Portugal ou mesmo no Mundo houve um Homem (com “H” grande sim senhor) que erguesse de forma tão Galáctica uma equipa de futebol.
Na década de setenta, o FC Porto conseguiu ser bicampeão e conseguiu a partir daí afirmar-se como uma grande equipa nacional. Antigamente o estigma da travessia do Douro assolava esta equipa, pois era na deslocação à “Sede Nacional” que muitas coisas estranhas aconteciam.
Com a chegada efectiva em pleno de funções de Pinto da Costa ao FC Porto este estigma foi-se esvanecendo e esta equipa deixou o trauma “Atravessar o Douro” e afirmar-se na Europa. O palmarés do “Nosso Presidente” e da “Nossa Equipa” fala por sí.
Os “pseudo-portistas” (nome inventado por mim) são todos aqueles que se deslocam uma vez por ano ao estádio do Dragão e querem de lá sair, não com uma vitória da equipa (mesmo que sofrida), mas que a equipa esteja 90 minutos a jogar bom futebol (é praticamente impossível) e caso isso não seja conseguido conseguem assobiar a própria equipa deixando espaço para a equipa adversária se galvanizar.
A nossa equipa tem de saber jogar bom futebol (e sabe), tem de saber sofrer (e sabe) e tem de saber ganhar (e sabe).
Ninguém se lembra dos derrotados, só dos vencedores, os campeonatos começam por ganhar-se com as vitórias em casa e nós PORTISTAS não queremos que a equipa se iniba quando jogar em casa, sabendo que vai haver quem assobie quando as coisas não correm bem.
É verdade que temos que manifestar o nosso descontentamento, mas não acham que depois da vitória sobre o Belenenses, do empate na Luz e depois de estarmos a vencer o Fenerbahçe por 2-1, a equipa mereceu os assobios?
Com amigos destes para que queremos inimigos.
Estar a assobiar a equipa do F.C. Porto é estar a assobiar Pinto da Costa e não valorizar/confiar no que este grande presidente fez pelo nosso Clube.
publicado por Victor Fernandes às 00:43
link do post | comentar | favorito

Posts recentes

Olhododragão esmiúça a ág...

A Máfia do Apito...

TETRA...TETRA...TETRA CAM...

"IMPRENSA DE COR..."

TALISMÃ NO ALGARVE...COIN...

A Caminho dos Oitavos...

A Saga Continua...

LEIXÕES DEU (1.º lugar) L...

Conseguirá Jesualdo virar...

A Liderança isolada 35 di...

Péle e Ventura convocados

Lucilio Batista em Alvala...

Merece nova oportubidade?

A chuva de Londres e a ch...

Dualidades dos Senhores d...

Arquivos

Outubro 2009

Setembro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008